• AJMS

Como construir: tendências e destaques para 2020


Passado o carnaval, o ano começa de fato. Para inspirar os trabalhos, visitamos sites de novidades e informações sobre engenharia e construção civil a fim de selecionarmos as principais ideias que prometem aquecer o mercado deste ano.


Algumas das sugestões não serão novidade. Fazem parte de um processo de mudanças na forma de construir que já dura alguns anos, e que cada vez mais é foco das empresas do setor.


Com a sustentabilidade em pauta, o mercado aposta em um crescimento no uso de alternativas que nem sempre são as mais econômicas no momento de se executar uma obra, mas que a longo prazo proporcionam mais qualidade, inovação e menos gastos.



AGILIDADE E BAIXO CUSTO


Nem toda obra precisa mais de um canteiro. Atualmente, é cada vez mais comum que estruturas pré-fabricadas sejam produzidas e depois transportadas para montagem de construções destinadas a fins comerciais ou residenciais.


As construções modulares economizam custos porque evitam o desperdício de materiais, de tempo e de mão-de-obra. Isso porque o local pode ser preparado ao mesmo tempo que a edificação, além de que a construção dos módulos pode já ocorrer em espaço de fábrica, protegido do tempo e com controle de qualidade.


Os tipos mais comuns de construções modulares são feitos com madeira ou com contêineres. O exemplo mais atual e que chamou a atenção de todo o mundo foi o hospital Huoshenshan, na China, construído emergencialmente para tratar casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Wuhan. Vale conferir:




VIDROS... INTELIGENTES?


Isso mesmo.


Quando se pensa em construir, nem sempre são levadas em consideração opções de materiais que podem promover conforto e contribuir para economia de dinheiro depois da entrega da obra.


Você sabia que optar pelo vidro inteligente, por exemplo, pode bloquear até 70% do calor externo? Esse tipo de material dispensa o fechamento de cortinas e otimiza o consumo de luz artificial, necessária com o uso de um vidro comum. A versão laminada do vidro inteligente é capaz ainda de rebater praticamente em 100% a incidência dos raios UV, prejudiciais não só à nossa pele, mas também aos móveis e tecidos.


Tudo isso é viabilizado pela fabricação por meio da nanotecnologia, que permite a formação de camadas de proteção solar (formadas por óxidos metálicos como titânio e níquel) durante a produção dos vidros, que têm a aparência de um vidro comum com o diferencial de todos os benefícios já citados e de uma maior durabilidade.


O produto é da Linha Habitat e pode ser encontrado em todo o Brasil.



ENERGIA ELÉTRICA É PASSADO


De acordo com o site Mobuss Construção, o uso de painéis solares para produção de energia renovável aumentou 560% nos últimos dois anos. Agora, tem mais inovação a caminho.


Já ouviu falar nos filmes fotovoltaicos orgânicos? Com leveza, flexibilidade e transparência, a nova tecnologia também é conhecida como OPV (organic photovoltaic) e se trata de uma película que evita a emissão de 120 kg de dióxido de carbono por metro quadrado por ano.



Imagem: https://www.mobussconstrucao.com.br/


O produto foi desenvolvido por uma empresa brasileira. É customizável em tamanho, forma e cor, e pode ser utilizado em green buildings ou em mobiliários urbanos.


Nós ainda não experimentamos o uso desse material, mas despertou a curiosidade por aqui!



POR ÚLTIMO E LONGE DE SER A MENOS IMPORTANTE: TECNOLOGIA!


O uso de drones para monitorar a obra e a IoT (“Internet of Things”, em português “Internet das Coisas”) são recursos que podem ajudar - e muito - a manter o controle durante o andamento da obra. É possível ter uma visão completa de tudo o que está acontecendo, além de sinalizar a necessidade de manutenção dos equipamentos durante o ciclo de trabalho.


Há também quem já comente o uso do SAM (sigla em inglês para pedreiro semi-automático), um robô usado para empilhar tijolos de forma precisa e com uma margem de erro muito baixa.


Alguns passos antes, ainda na etapa de projetos, soluções tecnológicas também estão mudando os processos. A realidade aumentada é um desses casos: é possível visitar uma construção ainda na fase do planejamento, facilitando a prevenção ou correção de erros no projeto ou até mesmo favorecendo o trabalho da equipe de vendas, já que o cliente final pode passear pela obra pronta antes mesmo que ela tenha sido iniciada.


A realidade da construção civil já é outra. Agora, cabe a nós aproveitarmos ao máximo todos os recursos disponíveis para mantermos o padrão das entregas com saldo positivo para a economia, para a saúde e para o meio ambiente.

6 visualizações
ajms logo.png

A sua garantia de resultados com confiabilidade e segurança.

Santa Catarina

Rua Laura Westphal de Souza, 250

São José/SC

(48) 3259-7792

ajms@ajms.com.br

© AJMS ENGENHARIA